13 de jun de 2012

Morrer por causa de insônia é possível? Raramente sim!




Falta de sono pode fazer com que o dia seguinte se torne um certo desafio, como lentidão ao pensar, falta de concentração, a atenção fica diminuída, cansaço físico, irritabilidade etc... a insônia pode ter origem física, psicológica, ser eventual, e não crônica.

Mas será que é possível morrer por não dormir?

Dois médicos especialistas em distúrbios do sono respoderam a pergunta ao " The NewYork Times "

O Dr. Michael Thorpy e o Dr. Shelby Freedman Harris do Centro de Distúrbios do Sono localizado em no Montefiore Medical Center em  Bronx - Nova York.


Segundo eles o medo passar muito mal no dia seguinte ou de morrer por aqueles que não conseguem dormir é natural de qualquer um que sofre de insônia. Uma pesquisa feita no ano de 1989 mostrou que ratos que não dormiam por um período de duas até três semanas morriam.

E o periodo mais longo clinicamente documentado de que alguém tenha ficado sem dormir foi Randy Gardner um estudante de 17 anos idade de uma escola em San Diego. Ele ficou acordado por 11 dias interruptos porque estava participando de uma competição de dança. Depois da competição ele dormiu por 14 horas seguidas e acordou completamente recuperado.

Esses exemplos, na verdade, são casos em que Randy e os ratos simplesmente não dormiram  não porque estavam sofrendo com a insônia. Ou seja, eles até podiam ter vontade de dormir e estar com sono, mas não dormiram.


No entanto há um tipo muito raro de insônia conhecida como: Insônia Fatal Familiar ou IFF.

Essa desordem afeta pouco mais de 100 pessoas ao redor do mundo e quem sofre com isso não passa apenas por falta de sono, mas também é levado ao pânico e ansiedade que combinadas, causam perda rápida de peso. E no grau mais alto da doença o paciente passa ter alucinações e acaba desenvolvendo alguma demência e eventualmente IFF causa à morte.

Tudo isso acontece pela degeneração neurológica do cérebro, ligada a uma proteína anormal que passa a ser produzida pelo organismo. Normalmente essa doença começa a se desenvolver na meia idade e causa a morte do paciente em cerca de dois anos.

A doença Insônia Fatal Familiar como ja se diz "familiar" tende ser hereditária não há ainda casos registrados de que alguém morreu por causa dessa dença sem ter alguem na familia que sofra de insônia crônica.

A insônia crônica não vai levar diretamente à morte.
Mas a falta de sono pode colocar quem sofre disso em riscos maiores de desenvolver outros problemas médicos graves que aumentam a hipótese da mortalidade.

Os médicos afirmam que dormir menos de 6 horas por noite tem sido associada a deficiências no funcionamento cognitivo, especificamente na perca e/ou relapsos de memória, uma noite sem dormir diminui a coordenação motora e também a concentração o que pode causar acidentes de trânsito, por exemplo...

Pessoas com insônia também correm maiores riscos de desenvolverem depressão e ansiedade. Os riscos do insone desenvolver hipertensão, doenças cardíacas, diabetes, enxaquecas aumentam e nas mulheres o câncer de colo e de mama também.



Livros que falam como combater a insônia aqui no Shopping Uol

Um comentário:

Alexandre Lavrador disse...

Playbook é o site de relacionamentos
para mulheres que querem posar nuas.

http://www.playbook.k6.com.br

Diga quanto quer para posar, inicie sua campanha e receba seu cachê!

Pesquise