6 de jul de 2012

Livro: "O Poder dos Quietos" um novo ponto de vista sobre pessoas extrovertidas VS introvertidas

                                                                         Foto: Susan Cain


Revista Abril   Pergunta: Por que acredita que o silêncio se tornou tão raro nos dias de hoje?

Susan Cain:
Estamos vivendo em um mundo que é tão expansivo, extrovertido, tão desprovido de tempo de inatividade, tão focado no estar sempre "ligado", que perdemos de vista o nosso lado introvertido. A tendência das mensagens SMS e das mensagens instantâneas via redes sociais e messenger são uma maneira de se conectar, mas ao mesmo tempo manter nossa voz e rosto em silêncio as pessoas buscam se matém nisso cada vez mais. Apenas os nossos dedos tem o trabalho de falar, mas em silêncio.


Revista Abril:    Pergunta: Voce tem pesquisado o comportamento dos introvertidos. Como eles podem nos ensinar a viver melhor neste mundo barulhento?

Susan Cain: Eles tem características que estão sendo cada vez mais apreciadas. Muitas das pessoas mais criativas da história eram introvertidas. O silêncio é um ingrediente crucial da criatividade. A persistência também exige reflexão e calma. Introvertidos não desistem facilmente. Albert Einstein, um introvertido notório, disse: "não é que eu seja muito inteligente, é que eu fico pensando nos problemas por muito tempo". Pessoas com esse perfil tendem a agir de forma tranquila, avaliando as circunstâncias e pesando os riscos.


            Compre à vista ou parcelado 
"O poder dos Quietos" no Shopping Uol

A escritora Susan Cain ressalta em seu livro outro ponto de vista que é que o ambiente corporativo favorece pessoas extrovertidas e naturalmente, complica a vida dos introvertidos. Para ela, nós estamos vivendo em um mundo que é tão expansivo, extrovertido e conectado que perdemos aos poucos o nosso lado introvertido e mais silencioso.

Susan disse: "Corremos de reuniões a reuniões, prazos a prazos, sem momentos para refletir ou ficar sozinhos, em silêncio. A crescente busca pela ioga, meditação e terapias alternativas, tem sido uma prova de como esse barulho todo tem afetado a vida das pessoas."

Susan passou 6 anos fazendo pesquisas para escrever o livro "O poder dos Quietos" e conclui que... o silêncio e a introspecção são ingredientes fundamentais para que qualquer pessoa use a criatividade, a persistência e a moderação antes de assumir riscos.

No livro ela dá sua opinião, sendo a seguinte:
"A criatividade depende da reflexão e da quietude pra se desenvolver. Da mesma forma, o barulho dissipa a persistência, o que faz as pessoas desistirem mais facilmente de pensar em soluções melhores para resolver algumas questões de forma mais inusitada e acima de tudo, assertiva".



                                           Profissionalmente ela deixa sua dica.

"Se vivemos num mundo que potencializa a extroversão, é preciso mudar o jeito de lidar com os introvertidos. Numa reunião, por exemplo... profissionais mais recatados podem não se sentir à vontade para dar opiniões na hora, algo que é esperado mais ou menos de todo mundo. Talvez seja melhor dar um tempo após a reunião para que os participantes mais introspectivos se manifestem. Assim, boas idéias seriam mais bem aproveitadas."


A escritora Susan Cain, autora de O Poder dos Quietos este ano virá para o Brasil e em workshops explicará como a introspecção pode melhorar a nossa produtividade.


Nenhum comentário:

Pesquise