22 de out de 2015

Refletindo sobre o "amor próprio"



O amor próprio me chamou e perguntou o que estava acontecendo.
Queria saber porque eu não o procurava mais. Disse que sentia a minha falta e que nos últimos tempos não via nenhum interesse sentimental da minha parte ainda fortalecido por ele como um dia foi.
E ainda ressaltou que eu não dava mais valor à certas coisas como sempre dei.
Eu ouvi e me calei, decidi refletir sobre isso.
Voltei no tempo.
Mergulhei no passado.
Me perdi por minutos em vários trechos dessa vida.
Me vi feliz com coisas simples.
Me vi procurando desesperadamente soluções para problemas que não eram tão dificeis de serem resolvidos.
Me vi sofrendo por coisas e pessoas que só drenavam minha energia.
Me vi me cuidando mais, não só do corpo, mais também da alma, dos pensamentos, das emoções.
Acho que ele, "o meu amor próprio" tinha mesmo toda a razão.
Não percebi que estava me perdendo e perdendo detalhes que fazem toda diferença pra um coração. Como fui capaz de esquecer de mim mesma?(o) deixando ele, o amor próprio de lado, sendo que esse amor é essencial na nossa vida e que a todo instante precisamos nutri-lo, pra que cresça cada vez mais e nos ajude a levar a vida de forma leve e não como um fardo. Porque quem no fundo não sabe se amar não vai amar o próximo. E aos poucos sem amor próprio esquecemos dos outros, colocamos pra dormir nossas virtudes, e nem nos lembramos com garra daqueles que precisam de alguma ajuda e/ou cuidado.

E voce tem amor próprio?

Nenhum comentário:

Pesquise