22 de mai de 2012

O drama da jovem que teve seu nariz e orelhas decepados pelo ex-marido




Aesha Mohammadzai hoje com 22 anos, foi capa da revista "Time" e chocou o mundo depois de ter o nariz decepado e as orelhas mutiladas pelo seu ex-marido. Tudo aconteceu na tentativa dela escapar do seu casamento forçado.

Quando sua fuga falhou e ela foi torturada tinha apenas 18 anos, e aí ela foi pra um lugar bem mais distante...  fugiu para os Estados Unidos pra fazer uma cirurgia reconstrutiva que até hoje vem sendo adiada. Aesha conquistou o asilo político em 2011 e tenta superar o passado traumático e se adaptar à nova vida.




Ela chegou nos EUA sem falar uma palavra em inglês e como analfabeta em sua língua materna pashto. Desde então, ela usa um nariz protético porque a cirurgia plástica que Aesha faria vem sendo adiada devido aos médicos acreditarem que ela ainda não está emocionalmente preparada pra isso.

Os especialistas acreditam que as cicatrizes psicológicas são as mais difíceis de curar.
Quem convive com Aesha fala de suas oscilações de humor e da dificuldade de se relacionar com as pessoas.
O psicólogo Shiphra Bakhchi disse a CNN que o trauma de sua desfiguração pode ter causado cicatrizes mentais mais profundas do que as físicas.

O drama que Aesha enfrentou ao ser capturada onde teve seu nariz e as orelhas cortadas fora pelo marido como punição.

"Quando eles cortaram meu nariz e as orelhas, eu desmaiei. Abri os olhos e não conseguia enxergar por causa do excesso de sangue qiue cobria meu rosto."  contou a afegã à repórter da CNN Atia Abawi.


fonte

Nenhum comentário:

Pesquise