13 de mai de 2011

Teoria do filósofo Platão sobre o amor platônico



Platão era aluno de Sócrates.
De qualquer maneira Sócrates iria morrer porém antes de sua execução ele mesmo decidiu por um fim em sua vida ebendo um veneno chamado cicuta. Tentando entender isso Platão um de seus alunos e amigos criou a teoria da existência de dois mundos:

Um chamado mundo sensível, aquele que você percebe com os cinco sentidos, e outro chamado mundo inteligível, que você só pode perceber com a inteligência, com uso do pensameno critico e analitico.
Na teoria de Platão o mundo sensível é apenas um reflexo do que há de bom no mundo inteligível. O amor perfeito só existe na mente das pessoas, mas o amor real (que se toca, se vive) pode ter falhas. Por isso, quem não vive o amor real, fica só na imaginação, vive um Amor Platônico.

Por essa idéia surgiu o termo "amor platônico" que seria amar uma pessoa por seu caráter, inteligência, beleza. Com o tempo tal expressão foi sendo distorcida ganhando um segundo significado como se o amor platônico fosse um amor à distância, que não se aproxima, não toca-se, onde não envolvimento. é apenas feito de fantasias, idealizações porém nunca se tornando real. Seria uma espécie de amor éperfeito, detentor de todas as boas qualidades e mas com mágoas, porque em si na 2º hipótese do termo "amor platônico" é um amor que nunca chega à ser vivido.

Um comentário:

holisousa disse...

Gostei da didatica, apesar das falhas de digitação. Valeu a visita.
abç/h

Pesquise